Sinopse

Muriquinho antes de morrer passou aos Griot urbanos Reinaldo Junior e Licínio Januário a missão de espalhar a importância do tambor e da ancestralidade como escudo para aliviar as dores do nosso povo. “Não deixe o Samba Morrer” é um ritual de cura para fechar os Zungus com uma mensagem de amor para o povo preto e ao mesmo tempo pede para não esquecermos as nossas raízes (samba rural) que a cada dia que passa vem sendo substituídas por raízes artificias.

Texto/Direção: Licínio Januário

Atores: Licínio Januário e Reinaldo Junior 

Percussão: Thiago Felipe

Crítica

Em um movimento de Dan, a serpente que morde o próprio rabo e dá continuidade cíclica as coisas, Licínio Januário apresenta Vamos falar de Samba, finalizando a noite. Licínio, angolano – e ter um negro do continente reforça o laço pan-africano -, traz a música em sua maior potência e nos lembra que um dos nossos pontos de resistência é a musicalidade de corpo e espírito herdada de África. Aos poucos, todos estavam dançando e cantando, ritualisticamente, e o ciclo da noite se fechou.

Por Aza Njeri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *